quarta-feira, 2 de novembro de 2016

ELA FAZIA DELE O MUNDO DELA.

parte, 1



"Ele era a coisa mais importante que ela havia conquistado, mas infelizmente ele não pensava da mesma forma, para ele era como se fosse um prêmio ganhado na loteria, e por conta disso ele não colocará o relacionamento na frente das festas, bebedeira e curtição."


Era um dia chuvoso, Samantha tinha acabado de sair da aula de Matemática que ela tanto odiava. A caminho do pátio ela se distrai com o Arthur o menino mais bonito da escola, pelo menos para ela, Arthur estava com seus amigos como de costume, e ali Samantha ficou fissurada em Arthur por alguns segundos sonhando acordada, lembrando quando o viu pela primeira vez a uns 3 anos atrás, em uma biblioteca do bairro, Arthur era músico e sempre frequentava aquela biblioteca para ler sobre música, e Samantha trabalhava na mesma. Em um dia ensolarado Samantha tinha acabado de voltar do seu almoço quando ela viu um garoto procurando um livro, mas parecia que ele estava confuso, então ela foi até ele e perguntou se precisava de ajuda, na mesma hora seu coração disparou suas pernas começar a tremer parecia quem ela não tinha controle das mesmas por um momento ela apreciou aqueles lindos olhos castanhos, aquele sorriso encantador e ao mesmo tempo ouvia uma voz bem distante dizendo – “Onde foram parar os livros de música?” Ela se assusta com o tom de voz, mas releva, aliás, a biblioteca tinha sido reorganizada e ninguém iria adivinhar. Então ela lhe informa sobre a mudança e mostra o novo lugar dos livros de música, e lá fica que nem boba sorrindo como se tivesse visto um X bacon. Parada ali no pátio, quando é pega de surpresa por suas amigas, Ana Clara, Júlia e Sofia –“Babando por ele de novo?” diz Sofia, Samantha ignora o comentário e assim começa a caminhar com a três.  –“E ai, preparadas para a formatura?” diz Ana Clara.
- ” Nem me fale, já estou pensando em qual gostoso do time de futebol eu irei pegar, quero dizer fazê-lo ter a honra de me levar ao baile.” Diz Júlia.
- “ Você não cansa de ser vadia?” Samantha ri enquanto fala.
- “ Pelo menos eu não gosto do mesmo cara a 3 anos.” Júlia solta um sorriso irônico, e se despede de suas amigas pois está atrasada para ir ao salão.
Assim que Júlia se vira, Samantha mostra o dedo, não que elas se odiassem, mas Júlia não uma flor que se cheire. Ao caminho de casa Ana Clara e Sofia tentam convencer que Arthur não é o garoto que ela pensa ser, mas Samantha não quer ouvir, a única coisa que ela pensa é como seria sua vida ao lado dele, como seria acordar ao lado dele, casar-se com ele e assim ter filhos e ser uma família perfeita, pena que ela não tinha ideia da pessoa que Arthur era, aliás, desde o dia da biblioteca Samantha nunca tomou coragem para falar com ele. Ela o amava de longe.
Arthur era músico, e jogava no time de futebol por diversão, pois sua paixão sempre foi a música, Arthur não esse príncipe que Samantha desenhava em sua cabeça. A vida perfeita para Arthur era com festas, bebidas, e muitas mulheres. Ele tinha fama de pegador no colégio, daqueles que pegam e sai fora sabe? Mas quem disse que Samantha ligava para isso?
No caminho de casa as três avistam o carro da mãe da Júlia, que ela sempre pegava “emprestado”. Logo Sofia disse  –“Não é o carro da mãe da Júlia?”  e assim foram andando em direção ao carro, e logo Sofia propõe das três pegarem a Júlia dando um susto na mesma, elas estavam se aproximando devagar, Samantha avistou que não havia só uma pessoa no carro, mas ficou quieta, Sofia corre para a janela em que Júlia esta e grita –“ Isso é um assalto.” Rindo muito, ela repara que Júlia estava beijando alguém, eca ela não se cansa mesmo, assim que Júlia escuta ela para e o sorriso do rosto de Sofia some quando ela vê quem esta ao lado de Júlia, sim era o Arthur. Samantha estava rindo pois chegou um pouco depois e Ana Clara não ligava para isso, estava na dela lendo seu livro. Sofia olha com cara de espanto para Samantha, e ela questiona –”O que foi Sofia? Viu um fantasma?” logo em seguida Samantha direciona seus para dentro do carro, e era como se seu mundo desabasse, ela se vira e sai andando automaticamente suas lagrimas escorrem. -“Como ela pode? Ela sabia que eu o amava!” ela entra no seu quarto correndo e tranca a porta, era como se tudo estivesse acabado.


E ai, como será que Júlia irá reagir? E a Samantha continuara gostando de Arthur?